CONTINGERE

Ana Fonseca, Bettina Vaz Guimarães, João Távora, Jorge Leal, Liene Bosquê, Maya Weishof, Miguel Santos, Susana Anágua e Zoë Sua Kay
17 Set - 31 Dez

Microsoft Word - Contingere_folha de sala_v1.docx

CONTINGERE é a raiz latina de “contingência”, “contacto” e “contágio”.

A exposição, que reúne nove artistas na Galeria Cisterna, é fruto de algumas das muitas contingências que definem o nosso tempo. As obras apresentadas não respondem necessariamente à pandemia ou foram produzidas durante a crise, mas nelas encontramos temas agora incontornáveis. O contacto com a pele e o corpo, tão importante quanto perigoso, apresenta-se nas telas de Maya Weishof e Zoë Sua Kay. A impossibilidade do trabalho e o peso da ausência e da distância são anunciados pelas instalações de Susana Anágua. Os cupcakes de Ana Fonseca evocam o adiamento do prazer. A casa surge como refúgio e cárcere nas peças de Bettina Vaz Guimarães e Liene Bosquê. Nos desenhos de Jorge Leal lembramos da ânsia pelo horizonte aberto da paisagem. Encontramos a natureza como simultaneamente cura e ameaça nas obras de João Távora e a natureza, não ameaça, mas ameaçada, nas fotografias de Miguel Santos. Mais do que provocações inerentes às obras, estas e outras leituras resultam do nosso olhar contaminado que projeta perceções pandémicas em quase tudo que vemos. Contingere assume esta visão sem romantizar a doença ou diminuir o impacto da crise.

 

CONTINGERE

INQUIETAÇÃO

MANUELA PIMENTEL | JAS
19 Mai - 18 Jul

 

“Inquietação”, com obras de Manuela Pimentel e JAS, assinala o primeiro aniversario da Galeria Cisterna.

 

 

 

INQUIETAÇÃO

Álvaro Rosendo

Aos Meus Amores 2.0
11 Jan - 29 Fev

 Álvaro Rosendo apresenta, na Galeria Cisterna, a versão 2.0 de “Aos Meus Amores”.

A 11 de Janeiro de 2020, dia da inauguração, os instantes que fez demorar em imagem já se medem em décadas e o artista apresenta agora o resultado de um trabalho exaustivo de selecção, digitalização e tratamento do arquivo de negativos (1979-2000), bem como uma selecção de peças digitais realizadas de 2000 em diante. A peça central da exposição vai apresentar mais de 600 imagens que percorrem 40 anos de fotografia.


Com curadoria de Luís Gouveia Monteiro, a primeira apresentação deste arquivo essencial do zeigeist lisboeta dos anos 80 e 90 constitui um catálogo único desses tempos de liberdade e criatividade e documenta os bastidores e processos criativos de nomes como Xutos & Pontapés, Maria João Pires, Sérgio Godinho, Peste & Sida, Carlos Paredes, Rádio Macau e Madredeus e a fundação de projectos essenciais como os jornais Independente, Já e Espelho, da Galeria Monumental e da escola de fotografia Maumaus.

 

Álvaro Rosendo

Sara Maia

Atirar a primeira pedra
21 Nov - 03 Jan
Sara Maia

Diogo Muñoz

SLOUCHING TOWARDS PERFECT (IN) SANITY
03 Out - 14 Nov
Diogo Muñoz

António Gonçalves

Carnis Color
22 Ago - 26 Set
António Gonçalves

Cecília Corujo|Maia Horta|Juliana Julieta

Waiting room
27 Jun - 15 Ago

No limbo. Num tempo em suspensão, líquido, em trânsito permanente. Um tempo entre tempos, entre passados e presentes, que rasura, que apaga as suas origens para tentar agarrar o mundo, sempre de olhos virados para o interior.

Cecília Corujo|Maia Horta|Juliana Julieta

Maria Souto de Moura | Tiago Mourão

02 Mai - 13 Jun
Maria Souto de Moura | Tiago Mourão

Ana Jacinto Nunes

ARARAT
14 Mar - 25 Abr
Ana Jacinto Nunes